Como Ganhar MUITO Dinheiro com POUCOS Seguidores

Olá, meu nome é Bruno Ávila e eu estou aqui para ajudar você a transformar sua história de vida em um negócio de sucesso.

Nesse post, eu vou falar sobre como ganhar dinheiro com poucos seguidores. Se você está aqui é porque você achou muito curioso esse tema, talvez até esteja não acreditando achando que tem alguma fórmula mágica. Mas não tem fórmula nenhuma. Eu vou fazer umas contas aqui na calculadora e você vai entender como é possível mesmo com poucos seguidores, você construir um negócio milionário. Dependendo do que você oferecer, pode ser milionário.

Mas antes, eu te faço um desafio. Indica esse post para algum amigo seu. Para um amigo seu que está de saco cheio do trabalho, que quer ter um negócio próprio, que você acredita que esse post vai ajudá-lo.

Mas vamos lá. A dúvida é essa mesmo: “Como é que você consegue dinheiro e ter um negócio milionário, se você quiser, com poucos seguidores?”

É muito simples. Fiz uns cálculos aqui, mas eu vou usar a calculadora e eu recomendo você usar a calculadora aí para você entender também. Olha só, vamos lá. Digamos que você tem 500 seguidores. 500 seguidores é um número possível. 500 inscritos no YouTube, tá? Vamos começar por isso. E aí você cria um produto de conhecimento. Um produto de conhecimento é um e-book, é um minicurso, é um áudio curso, um produto que solucione um problema específico da sua audiência. Eu vou ser bem modesto nesse cálculo aqui. Digamos que você cria um produto de R$ 57. Um e-book. Você vai pegar esse e-book e vai oferecer para os seus 500 seguidores. Legal? Ok. Algumas pessoas vão comprar.

E aí lá na frente, você oferece um outro outro produto por R$ 497. É o valor de um curso legal, é um valor mediano que as pessoas conseguem pagar tranquilo. R$ 497 não é nenhum bicho de sete cabeças. Mesmo o cara não tendo tanto poder aquisitivo, ele consegue fazer um esforço e compra esse curso de R$ 497.

Aí você tem esse produto de R$ 57, esse outro curso de 497 e então você faz um evento, por exemplo. E esse evento custa R$ 697 o ingresso. A média. Pode ser um pouquinho mais, um pouquinho menos, a média é R$ 697.

Seu seguidor, que agora é cliente e aluno, vai lá e compra. Depois dele passar por essa pequena jornada, você oferece uma consultoria, uma mentoria, algo mais próximo onde seja um a um. Ou seja, você não vai apenas entregar vídeo aulas, você vai olhar o problema do seu aluno, vai conseguir opinar sobre o que ele está passando. E aí, mais uma vez eu vou ser bem modesto. Vou colocar aqui R$ 2000. Vai custar R$ 2000 esse acompanhamento e isso é plenamente possível.

Você ofereceu aquela mentoria, aquela assistência, mas você percebe que o seu público tem um outro tipo de problema específico. E aí você vai lá e faz um novo curso, um novo curso também de R$ 497. O seu seguidor comprou um e-book de R$ 57, comprou um outro curso de R$ 497 de um assunto específico que tem a ver com o universo do que você fala e do que ele quer. Soluciona o problema dele. Você fez um evento de 697. Poderia ser um outro curso com outro problema específico? Poderia. Aí você ofereceu uma mentoria de R$ 2000. Mentoria geralmente é 10 mil, 20 mil, eu botei 2 mil. Aí você vai lá e oferece mais um outro curso de R$ 497. Você poderia oferecer um outro e-book de 97, você poderia oferecer um áudio curso por R$ 197, enfim. Você poderia oferecer um outro produto. Mas vamos ficar só nesses aqui.

Isso quer dizer que esse seguidor que lá no início comprou um e-book de R$ 57, comprou todos os seus produtos, ele chegou no fim oferecendo a você R$ 3748. Guarde esse número.

Isso que você acabou de ver, essa sequência de produtos sendo oferecidos por um período de tempo, nós chamamos de “Lifetime Value” ou “Valor do Tempo de Vida do Cliente”. Pode ser também abreviado como LTV. Toda empresa, inclusive a minha, têm a medição desse tempo de valor. A ideia é você pensar o seu faturamento não com um pequeno e-book de R$ 57. Não é isso que vai fazer negócio. Não é isso que vai fazer o seu negócio crescer. O seguidor vai se transformar em cliente a partir do momento que ele compra aquele produto por R$ 57, mas você tem que pensar nesse tempo de vida. Não adianta de nada você entregar um produto e achar que você vai ter um negócio só com aquele produto. Você precisa do segundo produto, do terceiro produto e assim você criar esse tempo de vida do cliente. Você já parou para fazer essa linha de tempo do seu cliente? Você que já tem um negócio, já parou para fazer isso? Eu imagino que não parou. Mas faça. Faça e você vai entender que aquele seguidor que se transformou em cliente não vai lhe dar só R$ 57, mas ele pode lhe dar R$ 3748. Ou R$ 4000. Ou R$ 5000. Dependendo dessa esteira e dos valores. Dos preços, o número de cada produto desse. É claro que você tem que pensar essa esteira de uma maneira que o seu seguidor se transforma em cliente no pequeno produto e ele siga até o último produto transformado. Tem que ter uma transformação nessa linha de tempo. O seu agora cliente vai ter que sentir a necessidade, a vontade de avançar. Não adianta de nada ele fazer o curso de R$ 57 e “Ah legal! Tchau! E um abraço e vou embora!” Não, ele tem que estar contigo.

Agora você tem um cliente que lhe rendeu R$ 3748 para o seu negócio. Mas esse cliente sozinho não vai fazer com que o seu negócio se torne um negócio milionário, concorda? Então basta você fazer um pequeno cálculo. A gente disse que você tinha ali 500 seguidores. Mas digamos que desses 500 seguidores, 200 seguidores estão com você, ali, ativos, querendo comprar o que você oferecer. Basta 200. Olha só, vamos fazer o cálculo? 3748 vezes 200. Olha quanto é que você vai ganhar. Com 200 seguidores transformados em clientes. R$ 749600! E você fica aí feito um tonto querendo milhões de seguidores e achando que o jogo está no seguidor, na curtida, na comprada de curtida. O jogo está no seguidor real. Eu falei 200.

E aí você pode me falar: “Ah Bruno, mas ainda não é milionário. Só me rendeu R$ 748 mil, meu Deus, é muito pouco”.

Vamos botar 300, então? Vamos fazer um pequeno esforço? Resultado: 1 milhão, 124 mil reais! Tá muito, né? A gente quer 1 milhão. Então, passou um pouco, tá 1 milhão, 124 mil. Então vamos botar 270 para ficar um pouco mais arredondado. E agora? Deu 1 milhão, 11 mil, 960 reais! E aí?

“Ah, Bruno, 300 pessoas é muita gente.”

É porque você não está fazendo cálculo. Vamos fazer o cálculo. Compartilhe isso com os seus amigos. Compartilhe porque esse cálculo ninguém faz.

Olha só. 270 pessoas que você precisa dividido por 12 meses. Isso quer dizer que você precisa de 22 pessoas e um tico comprando de você por mês. Só 22 pessoas. E isso é plenamente possível. E ao longo de um ano, você vai ganhar 1 milhão e 11 mil reais. Depois dessa, eu vou deixar você pensativo e se você não leu o post sobre a audiência alfa, que é isso que importa, é isso que interessa, é isso que vai fazer você ganhar 1 milhão no seu negócio e ter um negócio milionário, então vou deixar aqui. Depois dessa, você nunca mais vai sair daqui, você vai clicar aqui, assistir o vídeo, vai tacar o dedo na minha cara e vai se inscrever no meu canal no YouTube.

“Assista o vídeo completo no Youtube”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar Menu